quarta-feira, 28 de abril de 2010



"As vezes tu dizias: os teus olhos são peixes verdes! e eu acreditava.
Acreditava, porque ao teu lado todas as coisas eram possíveis.
Mas isso era no tempo dos segredos, no tempo em que o teu corpo era um aquário, no tempo em que os meus olhos eram peixes verdes.
Hoje são apenas os meus olhos.
É pouco, mas é verdade, uns olhos como todos os outros. "

Sem comentários:

Enviar um comentário