domingo, 19 de dezembro de 2010

Não me venham apontar o dedo por dizer isto ou aquilo, por desistir das pessoas como quem desiste de um jogo de consola.
Não possuo a capacidade para brincar ao "faz de conta" e a vida é curta demais para se insistir em causas perdidas.


" As pessoas não mudam... apenas se moldam!"

Sem comentários:

Enviar um comentário